Como recuperar depois do desporto

Sabia que o gluteus maximus é o maior músculo que temos em termos de volume?

Está à procura de um treino completo para desenvolver os seus glúteos, já para não falar em ajudá-lo a melhorar o seu desempenho desportivo e prevenir as dores nas costas?

Esta fase é essencial para se sentir novamente apto para a próxima sessão de treino. E quanto mais cedo o corpo se regenerar, mais cedo será possível recomeçar o treino. É por isso que os desportistas põem em prática uma série de processos para recuperarem a sua integridade física o mais rapidamente possível.

Além disso, um corpo que disponha de tempo de recuperação suficiente será menos propenso a lesões e terá um melhor desempenho.

Mas quais são os métodos certos a adoptar? Existem formas eficazes e naturais de recuperação?

Aconselhamento de Noémie Kolly

Descubra neste artigo todos os conselhos que Noémie Kolly, esquiadora profissional, nos dá sobre a recuperação desportiva.

Esta esquiadora de descida de Fribourg treina intensivamente para atingir os seus objectivos desportivos. A recuperação é, portanto, parte integrante da sua vida como atleta de topo e é necessária para o seu desempenho.

Noémie explica que ela adopta uma rotina específica de acordo com o seu período de formação. Quando está em esquis, passa o tempo todas as manhãs e noites a fazer exercícios de alongamento, bem como de mobilização e yoga. “Ajuda-me a acordar os meus músculos de manhã, bem como a relaxá-los à noite antes de ir dormir depois de um dia nos esquis.

Quando a esquiadora está no período de preparação, ela estica-se no final de cada sessão de treino de resistência ou intervalo, ou seja, duas a três vezes por semana.

Noémie usa por vezes um rolo de massagem como parte da sua rotina de alongamento para relaxar os seus músculos quando estão apertados.

De facto, alguns acessórios permitem-lhe realizar as suas próprias massagens após a sua sessão desportiva. Entre eles estão a pistola de massagem, o rolo de massagem e as bolas de massagem. Estes acessórios são ideais para aliviar as tensões locais. Basta virá-las para a frente e para trás sobre as zonas dolorosas, usando o seu peso corporal. A circulação sanguínea é drenada e os músculos são esticados. Práticos e economizadores de espaço, estes acessórios podem ser levados facilmente para qualquer lugar, para que se possa aliviar a pressão em competição ou treino.

Por favor, consulte a nossa gama de acessórios de recuperação desportiva:

A dieta também desempenha um papel fundamental no processo de recuperação. A proteína é essencial para a recuperação: ajuda a fortalecer os músculos e a reparar os tecidos corporais. É por isso que Noémie toma um agitador de proteínas após o seu treino de força.

Após a formação de resistência, a esquiadora diz que precisa de açúcar. De facto, a fim de fornecer a energia necessária para este tipo de treino, os músculos envolvidos no esforço atraem as suas reservas de glicogénio. É portanto aconselhável consumir alimentos ricos em glucose e frutose a fim de rapidamente “re-sugarizar” o corpo e encorajar a reposição das reservas energéticas nos músculos e no fígado. Noémie opta frequentemente por barras energéticas.

É também importante hidratar suficientemente para ajudar o corpo a reduzir o excesso de ácido láctico e toxinas após o exercício.

Outra chave para a recuperação é o sono! De facto, é durante as fases de sono profundo de ondas lentas que o corpo se regenera e o tecido muscular é reconstruído graças às hormonas de crescimento.

Noémie revela que durante os campos de treino, os atletas até dormem a sesta durante as tardes entre as sessões de treino, a fim de recuperarem mais!

O calor e o frio podem ser dois aliados importantes para uma melhor recuperação. A esquiadora de Fribourg explica que usa quente ou frio, dependendo do tipo de dor que sente. “Quando sinto que as minhas pernas estão pesadas e cansadas após sessões de treino pesado e que ainda faltam dias, tomo frequentemente banhos frios. Quando tenho dores e dores nos músculos, utilizo o calor. Isto pode ser banhos ou manchas de aquecimento.

Para concluir, Noémie aconselha a concentrar-se nas coisas mais simples. Ou seja: dieta e sono. A desportista acrescenta que, após uma sessão intensiva, um pouco de “arrefecimento” nunca faz mal!

Em suma, uma boa recuperação é :

  • Estabelecer uma rotina
  • Relaxamento e alongamento
  • Comer bem e manter-se hidratado
  • Adormecer o suficiente
  • Aliviar a dor com frio ou calor

Leave a Reply

Your email address will not be published.